Tó confusa , mas voltei



Eu nem sei por onde começar , a vida tem sido tão diferente , nos últimos dois meses eu 
sinto como se tudo o que eu sempre vivi tivesse se apagado ,  parece que a minha bolha do que eu achava ser o mundo real acabou de ser estourada e agora eu vivo o mundo ”real” ou quase isso . Não tem mais ninguem passando a mão na minha cabeça e me passando a certeza de que tudo vai ficar bem no final , sou só eu . Eu e as minhas confusões , e e as minhas notas eu e os meus medos . Eu estou em uma sala com trinta e quatro pessoas e mesmo assim as vezes me sinto sozinha , alguns dias são mais dificeis  do que outros .Tiveram horas que eu só queria  voltar pra casa deitar e chorar , chorar e me lamentar sobre como as coisas sempre mudam  e as novas adaptações que elas me levam . Pra ser sincera eu fiz isso muitas vezes. Eu chorei pra me libertar daquilo que segurei o dia todo. 

Eu deveria ter escrito antes , mas estava com medo do que eu poderia descobrir a partir do momento que eu começasse , mais pra ser sincera se eu não escrever eu iria pirar literalmente , eu ando meio louca , meio confusa, as vezes ”caduca ” e medrosa. Tenho chorado mais e escrito menos . 

Tenho tido mais medo do que o normal , e incerteza de tudo aquilo que parecia concreto . Então eu simplesmente deu uma pausa nessa nova temporada da minha vida , parei de me angustiar em pensamento e tornei eles reais a partir daqui. Pausei a aquela série que eu costumava amar e decidi rever tudo na sexta ( me fazendo ficar o fim de semana inteiro grudado no netflix ) parei de pensar na prova de Química na qual eu vou me ferrar amanhã e na apresentação de geografia ( odeio, se pudesse jogava a professora e suas escalas de fuso horário pela janela) , pra escrever. Esse não foi um dos meus melhores textos , mas ele com certeza me ajudou.